Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Indústria inicia 3º trimestre em leve queda, aponta CNI

Uso da capacidade instalada ficou em 82,2% em julho, ante 82,3% no mês anterior

Laís Alegretti, da Agência Estado,

11 de setembro de 2013 | 14h24

A atividade da indústria brasileira iniciou o terceiro trimestre do ano em queda, segundo os Indicadores Industriais divulgados nesta quarta-feira, 11, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A capacidade instalada ficou em 82,2% julho, ante 82,3% no mês anterior, de acordo com a série dessazonalizada. Em julho de 2012, a capacidade instalada na indústria de transformação também era de 82,2%. A entidade avalia que o padrão oscilante da atividade do setor evidencia que a indústria ainda não entrou em trajetória contínua de expansão.

As vendas reais, que medem o faturamento do setor, caíram 1,5% em julho ante junho e subiram 5,5% na comparação com julho do ano passado. No acumulado de janeiro a julho, as vendas reais avançaram 5,2% na comparação com igual período de 2012.

As horas trabalhadas diminuíram 1,7% na comparação com junho deste ano e cresceram 0,7% em relação a julho de 2012. No acumulado de janeiro a julho, as horas trabalhadas avançaram 0,2% na comparação com os sete primeiros meses de 2012.

O emprego subiu 0,3% em julho ante junho e 0,9% ante julho de 2012. No ano, até julho, o emprego industrial registra um aumento de 0,5% ante igual intervalo de 2012.

A massa salarial real apresentou aumento de 0,4% em julho ante junho e de 2,1% em relação a julho de 2012. No acumulado do ano até julho, a massa salarial real subiu 1,8% ante os sete meses de 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
industriaCNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.