Indústria paulista fechou 236,5 mil vagas desde começo da crise

Em fevereiro, foram fechadas 43 mil vagas; nível de emprego caiu pelo quinto mês consecutivo, segundo a Fiesp

Anne Warth, da Agência Estado

12 de março de 2009 | 11h11

O nível de emprego na indústria paulista caiu pelo quinto mês consecutivo em fevereiro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 12, pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). No mês, foram fechadas 43 mil vagas, um queda de 2,09% ante janeiro, com ajuste sazonal, e de 1,80%, sem ajuste sazonal. O resultado é o pior para um mês de fevereiro desde 2006.  Veja também: Entenda como funcionam os índices que medem o desempregoBC faz o maior corte de juro em 5 anos:1,5 pontoProdução industrial em SP deve subir 5% em fevereiroDe olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  No acumulado do ano, a queda no nível de emprego no setor industrial paulista é de 3,05%. Na comparação de fevereiro com fevereiro de 2008, a retração é de 4,57%. Dos 22 segmentos nos quais a Fiesp divide a indústria para realizar a pesquisa, 20 demitiram e apenas dois contrataram: produtos diversos e couro/calçados. Esses dois setores, em conjunto, criaram apenas 423 vagas. Desde outubro, quando o emprego começou a recuar na indústria paulista, já foram fechadas 236.500 vagas.  Confiança A confiança dos empresários da indústria paulista ficou acima de 50 pontos pela primeira desde outubro de 2008. Nos primeiros 15 dias de março, o sensor medido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) ficou em 50,2 pontos. Dos cinco itens que compõem o indicador, dois já estão acima dos 50 pontos (o que indica otimismo): mercado (58,9 pontos) e vendas (54,6 pontos).  O resultado é bem próximo aos registrados antes da crise. O item emprego ficou em 47,7 pontos e investimentos em 48,4 pontos. O pior resultado ainda é o do estoque, com 40,6 pontos. Apesar dos resultados ainda fracos, o indicador apresentou melhora significativa em relação aos dados das últimas quinzenas. Texto atualizado às 11h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.