Indústrias da Zona Franca aceleram produção

Fabricantes de eletroeletrônicos e de telefones celulares da Zona Franca de Manaus (AM) estão comemorando o forte aquecimento de produção e de vendas neste fim de ano. Boa parte deles já planeja encurtar as férias coletivas de dezembro para dar conta da retomada do consumo, o que aponta para um início de 2004 aquecido e sem demissões.A grande incógnita é saber até que ponto as vendas de Natal no varejo vão corresponder às expectativas dos lojistas e manter o ritmo da produção industrial em janeiro. Desde setembro, há indústrias que trabalham em três turnos na montagem das placas, o coração do eletroeletrônico. Segundo o presidente Sindicato das Indústrias Eletroeletrônicas e Similares do Pólo Industrial de Manaus, Wilson Périco, foram criados cerca de 5 mil empregos temporários neste fim de ano, ante 3,6 mil em 2002, a maior marca dos últimos três anos.Apesar do crescimento nos últimos meses, Périco acredita que o ano irá fechar com volumes de produção semelhantes aos de 2002 nos eletroeletrônicos. A diferença é que neste ano o segundo semestre está sendo melhor do que o primeiro. Em 2002, por causa das eleições e da Copa do Mundo, o comportamento foi inverso.Shoppings antecipam vendas de natalSe depender da expectativa do varejo, a indústria de eletrônicos deverá virar o ano trabalhando para conseguir repor as vendas de Natal. Pesquisacom de 19 shopping centers espalhados pelo País revela que os lojistas esperam crescimento de 9% real - descontada a inflação - nas vendas em dezembro comparadas com o mesmo período de 2002.A agência de publicidade DMV, especializada em shoppings, ouviu os lojistas na semana passada e eles apontaram como destaques de vendas os produtos eletroeletrônicos. De acordo com osempresários, no mês passado o setor já apresentou crescimento significativo no volume de negócios no varejo.Outro indicador que reforça essa tendência é o volume de vendas de eletrônicos da indústria para o varejo, que fechou setembro com crescimento de 20,31% em relação ao mesmo mês de 2002, segundo a Associação Nacional de Fabricantes de ProdutosEletroeletrônicos (Eletros). O maior acréscimo anual em número de unidades vendidas foi verificado na linha de imagem e som (5161%), seguido pelos portáteis (20,31%). As vendas da linha branca, que reúne fogões e geladeiras, ficaram em setembro 1,11% abaixo das registradas em 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.