IndyMac torna-se o 5º banco a falir nos EUA neste ano

A IndyMac Bancorp Inc, banco especialista em hipotecas que ajudou a alimentar o boom imobiliário norte-americano, sofreu intervenção do governo federal hoje, em uma das maiores falências bancárias da história dos Estados Unidos. Trata-se do quinto banco a falir neste ano no país.O banco de Pasadena, na Califórnia, tinha cerca de US$ 32 bilhões em ativos e agora se une a uma lista de bancos que entraram em colapso. A lista é encabeçada pelo Continental Illinois National Bank and Trust Co., que faliu em 1984 e tinha US$ 40 bilhões (sem calcular a inflação) em ativos. O IndyMac era especializado em empréstimos Alt-A, um tipo de hipoteca oferecido a tomadores que não documentam totalmente suas rendas ou ativos. A companhia vendeu a maioria dos empréstimos que originou, mas manteve alguns em sua carteira. Com o aumento dos defaults, as finanças do IndyMac se deterioraram. O banco reabrirá na segunda-feira e será administrado pela Sociedade Federal de Seguro de Depósito (FIDC, na sigla em inglês).A falência do IndyMac, nono maior provedor de hipotecas no ano passado, era um grande rumor no mercado, logo depois que o banco anunciou, no início da semana, que demitiria metade de sua força de trabalho e que suspenderia as atividades de originação de hipotecas. A FDIC criou um "banco-ponte" para gerenciar o desmonte do IndyMac - o movimento não é usual, mas era antecipado por alguns analistas devido ao tamanho e à complexidade da instituição. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.