Inflação ainda deve cair mais no Brasil, diz banco alemão

O banco de investimentos alemão Dresdner Kleinwort Wasserstein disse hoje que o aumento das expectativas inflacionárias no Brasil, revelado ontem pela pesquisa semanal do Banco Central, não significa que os mercados acreditem que a tendência de queda da inflação tenha terminado. Segundo o economista do DKW para o Brasil, Nuno Camara, o aumento das expectativas é apenas um reflexo da revisão para cima da inflação para março promovida pelos profissionais de mercado após a divulgação na semana passada do indicador IPCA-15, que apresentou um resultado acima do previsto. "Entretanto, isso corrobora a nossa visão de que a inflação está declinando num ritmo mais lento do que o fora previsto anteriormente, o que por sua vez requer que a política permaneça apertada", disse Camara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.