Inflação alta no Japão alimenta aposta de alta de juro

A inflação anual do Japão atingiu amaior taxa em uma década em março, devido a maiores custos deenergia, alimentando apostas de que o banco central pode terque elevar a taxa de juros apesar da economia em desaceleração. O ministro da Economia alertou que a inflação foiimpulsionada pelos maiores preços de commodities e não por umfortalecimento da demanda do consumidor, o que daria ao BC maisespaço de manobra à medida que ele encaminha o país para forade quase uma década de deflação. Mas isso não conteve as especulações de alta de juros. Osinvestidores --que sabem que na Europa e nos Estados Unidos osBCs estão se focando no combate à inflação-- provocaram o maiormovimento de vendas de bônus do governo japonês em cinco anos,forçando a bolsa a suspender momentaneamente a negociação dospapéis pela primeira vez. "É difícil achar que a postura do Banco do Japão sobrepolítica monetária mudará devido a um aumento na inflação, masisso pode levantar comentários entre os players do mercado deque ficará mais difícil para o banco reduzir o juro", disseMamoru Yamazaki, economista-chefe do RBS Securities. O governo informou nesta sexta-feira que o núcleo do índicede preços ao consumidor do Japão subiu 1,2 por cento em marçosobre o ano anterior, a maior variação desde março de 1998. O núcleo do índice exclui os voláteis preços de alimentosin natura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.