Inflação ao consumidor em SP fica em 0,64% em maio, aponta FGV

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apurado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para a cidade de São Paulo (IPC-SP) registrou alta de 0,64% em maio. O resultado mostra uma aceleração de 0,43 ponto porcentual em relação à taxa apurada no mês anterior, de 0,21%. Em 12 meses, o IPC-SP acumula alta de 3,72% e, no ano, de 1,88%.O grupo que mais contribuiu para a aceleração foi Alimentação, com alta de 1,47%. Em abril este grupo havia registrado elevação de 0,31%. A alta de maio, segundo documento divulgado hoje pela FGV, é decorrente do reajuste nos preços de hortaliças e legumes (7,97%) e frutas (9,07%) em função de condições climáticas.O segundo grupo que mais contribuiu com a inflação de maio foi Vestuário, que subiu 1,07% ante 0,32% em abril. A FGV atribui a elevação destes preços à chegada das coleções outono-inverno e da queda de temperatura registrada ao longo do mês, o que aumenta a demanda por roupas de inverno. Dois grupos apresentaram desaceleração em sua taxa: Educação, Leitura e Recreação registrou deflação de 0,41% em maio comparado a uma inflação de 0,38% no mês anterior; e o grupo Despesas Diversas, que subiu 0,30% ante 0,55% em abril. O grupo Habitação teve alta 0,15% ante 0,05% do mês anterior; o grupo Saúde, Cuidados Pessoais passou de uma variação de 0,68% em abril para 0,80% no mês passado, e Transportes, que havia registrado deflação de 0,17% em abril, agora tem alta 0,35%.

Agencia Estado,

02 de junho de 2004 | 13h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.