R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Inflação britânica acelera e BC tem que se explicar

Os preços ao consumidor da Grã-Bretanha inesperadamente aumentaram em 3,2 por cento em fevereiro na comparação com igual mês de 2008, forçando o presidente do Banco da Inglaterra, Mervyn King, a redigir uma carta explicando o motivo da taxa estar distante da meta de 2 por cento.

REUTERS

24 de março de 2009 | 07h18

Analistas previam que os preços subissem 2,6 por cento em fevereiro, ante alta de 3 por cento em janeiro.

Na carta endereçada ao ministro das Finanças, Alistair Darling, King disse que o dado reflete o repasse da libra fraca para os preços.

Ele acrescentou, no entanto, que o BC acredita que os preços devem voltar a desacelerar fortemente nos próximos meses, refletindo menores custos de energia e a menor demanda.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROINGLATERRAINFLACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.