Inflação cai e mercado não se recupera

Indicadores de inflação do Brasil e dos Estados Unidos divulgados nessa manhã demonstraram que os preços já estão cedendo (veja mais informações no link abaixo). Mesmo assim, o mercado financeiro não reagiu e segue atento ao comportamento do preço do petróleo. Em Nova York, o contrato do petróleo cru com vencimento em outubro chegou a US$ 33,15 o barril. Na máxima do dia chegou a US$ 34,15 - alta de US$ 0,33.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em queda de 0,84%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 16,980% ao ano no início da tarde, frente a 16,940% ao ano registrados ontem. O dólar comercial está cotado a R$ 1,8350 na ponta de venda dos negócios - uma alta de 0,16% em relação ao fechamento de ontem.Analistas acreditam que, enquanto o barril do petróleo estiver acima do patamar de US$ 30, o mercado financeiro continuará preocupado com essa questão. Hoje, o presidente do Banco Central (BC), Armínio Fraga, em entrevista exclusiva à Agência Estado, afirmou que "a situação do petróleo é turbulenta e ainda existem muitas incertezas". Com isso, o esperado é que o Comitê de Política Monetária (Copom), que reúne-se nos dias 19 e 20, deixe a taxa básica de juros - Selic - estável em 16,5% ao ano. Fraga: CPMF poderá ser reduzida na BolsaNo mercado acionário, o aspecto negativo continua sendo o baixo volume de negócios. No início da tarde, a soma das operações estava em R$ 264 milhões, que projeta para todo o pregão um giro pouco expressivo de R$ 560 milhões. Fraga também falou sobre isso à Agência Estado. O presidente do BC admitiu que, com a reforma tributária, a alíquota da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) poderá ser reduzida. Essa é uma das reivindicações dos investidores do mercado de ações, que atribuem o baixo volume de negócios à cobrança da CPMF. Mas, Fraga não não detalhou quando isso deve acontecer e de que forma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.