Inflação da China está em uma ascensão controlável

O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, disse que a inflação ao consumidor está em uma ascensão controlável. Além disso, o premiê chinês disse que é improvável que faça alguma recomendação para mudar a política monetária no curto prazo, informou a agência de notícias estatal Xinhua.

AE, Agencia Estado

16 de outubro de 2013 | 03h41

De acordo com a publicação, Li afirmou que o governo chinês pode manter o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dentro de sua faixa de 3,5%.

Em setembro, o CPI avançou para 3,1% em relação ao mesmo período do ano passado, após ter registrado alta de 2,6% em agosto, informou o escritório de estatísticas do país na segunda-feira. As expectativas do mercado sinalizavam para uma elevação de 2,9%.

Em julho, o premiê chinês afirmou que o governo se concentraria na reestruturação econômica e na reforma, desde que os indicadores de crescimento e emprego não voltassem a recuar de seus limites mais baixos e que a inflação não ultrapassasse o seu limite superior. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
chinalikeqianginflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.