Inflação da classe média sobe 1,54% em julho

O Índice do Custo de Vida da Classe Média (ICVM) em julho foi de 1,54%. O resultado é bem superior ao acumulado no primeiro semestre do ano, que ficou em 0,31%. A exemplo do que ocorreu com os outros índices que medem a inflação, os combustíveis e os alimentos foram os principais responsáveis pela alta no mês passado.Os reajustes da gasolina e do álcool, 11,27% e 16,35% respectivamente, foram os culpado pela alta de 4,84% do grupo transportes. Segundo a Ordem dos Economistas de São Paulo, responsável pela apuração do ICVM, a pressão deve continuar nos próximos meses. Isso porque as tarifas dos transportes urbanos permaneceram estáveis, mas ainda devem ser modificadas em função do aumento dos combustíveis.Inverno pressionou o preço da alimentaçãoDepois dos transportes, o grupo alimentação, teve a maior alta de julho, 2,31%. O período de entressafra e os efeitos do inverno rigoroso afetaram vários produtos. O preço do leite teve um aumento médio de 12,36%. As verduras, muito afetadas pelo frio, subiram 13,60%. Além desses produtos, destaque também para as altas de preços do frango, 9,82% e do pão francês, que ficou 3,90% mais caro. No caso do item alimentação, a perspectiva é de que os preços comecem a recuar nos próximos meses.Veja a tabela completa da Ordem dos Economistas de São PauloGruposVariação (%)Peso no índice (%)no mês (julho)em 12 mesesAlimentação2,316,3426,20Habitação0,404,5128,12Transportes4,8419,3913,62Despesas Pessoais0,812,9514,23Vestuário0,28-1,348,10Saúde0,653,884,77Educação0,034,064,94Geral1,546,13100

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.