'Inflação das férias' é a mais elevada em 4 anos, aponta FGV

Preços de itens como parque de diversão, teatro, sanduíches e refrigerantes cresceram 6,22% em 2008

Alessandra Saraiva, da Agência Estado,

20 de janeiro de 2009 | 12h57

A inflação dos produtos e serviços mais consumidos durante as férias escolares atingiu em 2008 o maior patamar dos últimos quatro anos. Estudo realizado pelo economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV) André Braz mostra que o reajuste médio de 6,22% nos preços desse segmento também ficou acima da inflação média apurada pelo Índice de Preços ao Consumidor - Brasil (IPC-BR), que subiu 6,07% no ano passado. A FGV mostrou que, entre as altas mais expressivas foram registrados aumentos, em 2008, nos preços de circo, parque de diversão e ringue de patinação (18,09%), teatro (13,37%) e show musical (12,83%). Ainda de acordo com a fundação, as taxas acumuladas de inflação desses três itens no período de 2004 a 2008 foram, respectivamente, de 65,64%; 58,66%; e de 58,84%. Dentro do setor de alimentação, houve destaque para as altas nos preços dos sanduíches, que subiram 9,54% no ano passado, e acumulam aumento de 48,85% de 2004 a 2008; para o preço do sorvete, que subiu 5,07% no ano passado, e acumula avanço de 24,15% em quatro anos até 2008; e refrigerante, que teve aumento de 6% no ano passado, e subiu 35,22% de 2004 a 2008. Outro destaque também foi o comportamento de preços de hotéis, passagem aérea e excursão, que subiram 15,36% no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoFérias

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.