Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Inflação de agosto cai para 0,12% em São Paulo

A inflação do município de São Paulo, medida pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) da USP, foi de 0,12% em agosto. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou a mesma variação apurada na terceira prévia do mês e foi menor do que a inflação de 0,21% registrada em julho. O IPC ficou dentro da margem estimada por 12 instituições financeiras ouvidas pela Agência Estado, que previam variação entre 0,07% a 0,13%.A maior alta da última quadrissemana de agosto foi a do item Saúde, que subiu 0,47%, abaixo do aumento de 0,60% registrado na terceira quadrissemana. Em julho, o item havia fechado com inflação de 0,83%. O item Alimentação teve alta de 0,46%, superando o apurado na pesquisa passada (0,37%) e no encerramento de julho (0,31%). O grupo Despesas Pessoais registrou aumento de 0,16% na última quadrissemana de agosto, abaixo do 0,22% da terceira prévia e da alta de 0,36% do mês retrasado. Transportes subiu 0,15%, variação menor do que a alta de 0,30% da pesquisa divulgada na semana passada e também abaixo do 0,42% de julho. Educação ficou praticamente estável, com alta de apenas 0,02% em agosto, contra 0,05% na terceira quadrissemana do mês e 0,04% em julho. Os preços do Vestuário diminuíram 0,12%, depois da queda de 0,90% na pesquisa divulgada na semana passada e da retração de 0,93% em julho. A maior queda foi do grupo Habitação, cujos preços recuaram 0,17%, superando a queda de 0,11% verificada na terceira quadrissemana. Em julho, esse item fechou com elevação de 0,06%. Confira as variações dos itens que compõem o IPC: Habitação, -0,17; Alimentação, +0,46%; Transportes, +0,15%; Despesas Pessoais, +0,16%; Saúde, +0,47%; Vestuário, -0,12%; Educação, +0,02%; Índice Geral, +0,12%.

Agencia Estado,

05 de setembro de 2006 | 06h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.