Inflação de dezembro é a maior do ano, aponta Fecomercio

O Índice de Preços no Varejo (IPV) de dezembro ficou em 1,69%, a maior variação registrada em 2004, segundo informações divulgadas hoje pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). Com isso, o índice fecha o ano em 11,62%. Apesar da aceleração no mês passado, o resultado de 2004 é inferior ao de 2003, quando ficou de 12,6%.As compras de Natal foram uma das principais responsáveis pela aceleração da inflação no varejo em dezembro. "O período de Natal, com vendas maiores do que em 2003, ajudou a acentuar esse efeito", argumentaram os assessores econômicos da instituição por meio de nota à imprensa.No período, o grupo Semiduráveis apresentou a maior elevação (3,65%), com destaque para o item vestuário (5,40%). "Isto também pode ser em parte explicado pela sazonalidade (efeitos temporais), já que o Natal é um dos melhores momentos para o setor", disseram os analistas.Com alta de 1,06% no mês passado, o grupo de Não-Duráveis foi puxado por produtos de limpeza (1,59%) e alimentícios (1,15%). De acordo com a Fecomercio, este último item tem sido pressionado pela demanda externa, principalmente de farinhas e óleos. O grupo Duráveis teve alta de 0,74% no mês passado. A variação pequena se deve a eletrodomésticos, que apresentaram queda de 0,34%.Em Comércio Automotivo, a alta foi de 1,52%, dentro do esperado pelos economistas da instituição. Materiais de construção foi o único grupo que apresentou queda em dezembro. Para os analistas, o resultado é um ajuste, já que os preços haviam subido muito ao longo do ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.