Inflação de fevereiro pelo IGP-DI é a menor desde julho de 2007

Índice de preços fica em 0,38%; em janeiro, taxa havia registrado alta de 0,99%

Alessandra Saraiva, Agência Estado

10 de março de 2008 | 08h32

A inflação de fevereiro medida pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) ficou em 0,38%, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em janeiro, o IGP-DI havia registrado alta de 0,99%. Trata-se da menor taxa registrada nesse tipo de indicador desde julho do ano passado, quando o indicador apresentou elevação de 0,37%.   Veja também:   Entenda os principais índices de inflação   O IGP-DI é composto por três indicadores. O Índice de Preços por Atacado (IPA) subiu 0,52% no mês passado, após aumento de 1,08% em janeiro. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) ficou estável em fevereiro, depois de ter subido 0,97% em janeiro. Já o Índice Nacional de Custos da Construção (INCC) subiu 0,40% em fevereiro, ante alta de 0,38% em janeiro.   Os preços dos produtos agrícolas no atacado tiveram queda de 0,19% em fevereiro. Em janeiro, houve aumento de 1,60% nos preços desse tipo de produto. A instituição esclareceu ainda que, os preços dos produtos industriais, no atacado, registraram elevação de 0,79% em fevereiro, ante aumento de 0,88% em janeiro.   Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais subiram 0,31% em fevereiro, em comparação com a alta de 0,25% em janeiro. Por sua vez, os preços dos bens intermediários tiveram elevação de 1,13% em fevereiro, em relação ao aumento de 1,32% em janeiro. Já os preços das matérias-primas brutas registraram queda de 0,13% em fevereiro, ante alta de 1,73% em janeiro.   O núcleo do IPC-DI de fevereiro, usado para mensurar tendências e calculado a partir da exclusão das principais quedas e das mais expressivas altas de preço no varejo, subiu 0,15% - taxa inferior ao aumento de 0,36% registrado por esse tipo de indicador no núcleo anterior, referente à janeiro.   Segundo a FGV, o núcleo acumula elevações de 0,51% no ano e de 3,39% em 12 meses até fevereiro. O índice de dispersão, que mede a proporção de itens com variação percentual positiva no núcleo, passou de 66,67% em janeiro para 57,24% em fevereiro.   Embora não seja mais usada para reajustar as tarifas da telefonia, a taxa acumulada do IGP-DI ainda é usada como indexador de dívidas dos Estados com a União. Nos primeiros dois meses do ano, o IGP-DI acumula alta de 1,37%. No período de 12 meses, a inflação pelo IGP-DI é de 8,65%. O período de coleta de preços para o IGP-DI de fevereiro foi do dia 1º a 29 do mês passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.