Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Inflação de janeiro fica em 0,62%

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em janeiro ficou em 0,62%. O Índice de Preços por Atacado (IPA) ficou em 0,66%. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) ficou em 0,62% e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) em0,40%. O IGP-M de janeiro não é comparável com o de dezembro ou com o de janeiro de 2000 porque sua forma de cálculo foi modificada a partir deste mês. A amostra do IPA diminuiu de 477 para 462 mercadorias e sua estrutura de ponderações também foi modificada segundo as pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) do Produto Interno Bruto (PIB) de 1999 e do Censo Agropecuário de 1996. No caso do IPC, a área geográfica, que era restrita aos municípios de São Paulo e Rio, agora inclui também Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife e Salvador. No caso do INCC, a área de cobertura que abrangia 20 municípios diminuiu para 12 municípios, todos capitais, e também foi atualizada a estrutura de pesos.

Agencia Estado,

30 de janeiro de 2001 | 18h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.