Inflação do aluguel acelera em abril para alta de 1,03%, aponta primeira prévia

IGP-M, usado para reajustar os alugueis de imóveis, foi puxado pelo aumento dos preços no atacado; em 12 meses, o índice acumula alta de 3,41%

Idiana Tomazelli, Agência Estado

10 de abril de 2015 | 08h42

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), muito usado para reajustar os contratos de aluguel, subiu 1,03% na primeira prévia de abril, ante avanço de 0,74% na primeira prévia do mesmo índice em março. A informação foi divulgada há pouco pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

A taxa anunciada hoje ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pela Agência Estado, que esperavam taxa entre 0,68% e 1,33%, e acima da mediana das expectativas em 0,99%. No dado fechado do mês passado, o IGP-M subiu 0,98%.

A FGV informou ainda os resultados dos três indicadores que compõem a primeira prévia do IGP-M de abril. O IPA-M, que representa os preços no atacado, subiu 1,28%, em comparação com a alta de 0,79% na primeira prévia de março. O IPC-M, que corresponde à inflação no varejo, apresentou alta 0,53% na leitura anunciada hoje, após subir 0,88% no mês passado. Já o INCC-M, que mensura o custo da construção, teve elevação de 0,69%, após registrar aumento de 0,20%, na mesma base de comparação.

O IGP-M é muito usado para reajuste no preço do aluguel. Até a primeira prévia de abril, o índice acumula aumentos de 3,08% no ano e de 3,41% em 12 meses. O período de coleta de preços para cálculo do índice foi de 21 a 31 de março. 
Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIGP-MFGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.