Werther Santana|Estadão
Werther Santana|Estadão

‘Inflação do aluguel’ fecha 2016 com alta de 7,17%

Resultado do IGP-M, usado para reajustar os contratos de locação, superou a expectativa, mas representa forte desaceleração em relação a 2015, quando avançou 10,54%

Maria Regina Silva, O Estado de S.Paulo

29 Dezembro 2016 | 14h59

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) encerrou dezembro com alta de 0,54%, após queda de 0,03% em novembro, conforme divulgou nesta quinta-feira, 29, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado veio dentro do intervalo das expectativas do Projeções Broadcast (de 0,33% a 0,60%), mas ficou bem acima da mediana de 0,46%.

A variação acumulada em 2016 foi de 7,17%, também superando a mediana de 7,09% (previsões de 6,93% a 7,28%), mas bem abaixo do registrado em 2015, quando o índice terminou em 10,54%.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

Todos os componentes do IGP-M também apresentaram arrefecimento importante de um ano para o outro.

De janeiro a dezembro, o IPA-M, que mede os preços no atacado, acumulou 7,64% na comparação com 11,20% no mesmo período do ano passado. O IPA Agropecuário teve alta de 11,62% no ano, enquanto o IPA Industrial teve variação positiva de 5,96%.

O IPC-M, de preços ao consumidor, encerrou 2016 em 6,25%, ficando inferior à alta de 10,24% em 2015.

Já o INCC-M, da construção civil, fechou 2016 em 6,35%, depois de 7,22% no ano anterior.

Mais conteúdo sobre:
IGP-MFGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.