Inflação do varejo no Japão cai pelo 12º mês consecutivo em fevereiro

Índice de preços ao consumimor (CPI) recua 1,2%, em ritmo maior do que o esperado

Hélio Barboza, da Agência Estado,

26 de março de 2010 | 06h40

Os preços ao consumidor no Japão caíram pelo 12º mês consecutivo em fevereiro e num ritmo ligeiramente mais acelerado do que se esperava. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), que exclui os preços voláteis dos alimentos frescos, caiu 1,2% no mês passado em comparação com o mesmo período de 2009, informou o Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações.

A queda foi maior do que a média das previsões de uma pesquisa da Dow Jones com economistas, que apontava para uma deflação de 1,1%, embora também tenha sido mais moderada que o declínio de 1,3% em janeiro.

Os preços recuaram em oito dos 10 principais grupos de consumo, incluindo tarifas de gás e de eletricidade e serviços de entretenimento. Entretanto, o ritmo do declínio no chamado núcleo do CPI, que exclui os preços voláteis dos alimentos e de energia, desacelerou um pouco em fevereiro. O núcleo do CPI caiu 1,1% na comparação com fevereiro do ano passado, contra um recuo de 1,2% em janeiro.

Os indicadores de preços para a área metropolitana de Tóquio, que estão um mês à frente do resto do país, sugerem que a deflação não dará trégua tão cedo. O núcleo do CPI de Tóquio para o mês de março saiu pior do que os analistas previam, com declínio de 1,8%, contra uma estimativa média dos analistas de 1,7%. Em fevereiro, o indicador também havia apresentado queda de 1,8%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãodeflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.