Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Inflação em 2012 convergirá para o centro da meta, diz Coutinho

Segundo o presidente do BNDES, não haverá tolerância em relação à alta dos preços

Francisco Carlos de Assis, da Agência Estado,

23 de maio de 2011 | 17h22

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, ressaltou nesta segunda-feira, 23, o compromisso do governo com a convergência da inflação para o centro da meta de 4,5% em 2012. De acordo com ele, a própria pesquisa Focus, que nas últimas duas semanas mostrou descompressão das expectativas para o IPCA em 2011 e para o acumulado de 12 meses, aponta que o mercado começou a compreender o esforço da equipe econômica para cumprir o compromisso. "O Banco Central tem sinalizado com o compromisso de buscar a convergência com a meta da inflação em 2012. Então, acho que os mercados já começaram a compreender", disse Coutinho que participou do seminário "O Dinamismo do Crescimento em Questão", promovido pela Internews.

Perguntado sobre se a revisão das expectativas de inflação não estaria ocorrendo em função da sazonalidade típica entre maio e agosto, Coutinho disse acreditar "que o mercado sabe fazer as contas e sabe descontar os fatores sazonais sabiamente". O presidente do BNDES acrescentou que há uma "consistente compreensão" do mercado em relação à determinação do governo de combater a inflação a partir da diretiva da presidente da República, Dilma Rousseff. De acordo com ele, essa determinação vai no sentido de que não haverá tolerância em relação à inflação.

Coutinho ainda destacou o compromisso da área econômica com o superávit primário. Segundo ele, com a manutenção do superávit primário, a partir do ano que vem o Banco Central já poderá trabalhar com taxas de juros mais baixas.

 
Tudo o que sabemos sobre:
CoutinhoinflaçãoIPCABNDES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.