Inflação em São Paulo foi de 0,06% em maio

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) da USP registrou inflação de 0,06% no fechamento do mês de maio, porcentual idêntico tanto ao apurado na terceira quadrissemana do mês quanto ao acumulado de abril. A maior variação do período foi Transportes (+0,54%), que foi, porém, menor do que a da pesquisa divulgada semana passada, quando a alta foi de 0,99%. A queda foi substancial em relação ao aumento apresentado pelo grupo no final de abril, quando a alta foi de 1,80%. Despesas Pessoais subiu 0,35%, variação maior do que a da terceira quadrissemana (+0,29%), mas menor em relação a abril (+0,59). Habitação e Alimentação mantiveram as quedas, que vem se repetindo desde o encerramento do mês de março. As baixas, porém vêm diminuindo. Em abril, Habitação registrou variação negativa de 0,45%. Esse porcentual foi de -0,12% na terceira quadrissemana e de -0,09% no acumulado de maio. A mesma tendência se repetiu com o item Alimentação, cuja queda em abril foi de 0,79%, caindo para -0,52% na pesquisa da semana passada e para -0,35% no fechamento de maio. Veja as variações dos itens que compõem o IPC: Habitação: -0,09%; Alimentação: -0,35%; Transportes: +0,54%; Despesas Pessoais: +0,35%; Saúde: +0,29%; Vestuário: +0,19%; Educação: +0,10%; Índice Geral: +0,06%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.