Inflação em SP acelera com maior alta dos alimentos em 6 anos

IPC-Fipe sobe 1,30% em prévia, ante alta de 0,68% na mesma leitura do mês anterior; alimentação avança 3,17%

SÉRGIO CAMARGO, Agencia Estado

11 de junho de 2008 | 06h10

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, ficou em 1,30% na primeira quadrissemana de junho, segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O índice aumentou em relação ao fechamento de maio (1,23%)  e ficou bem acima da primeira prévia do mês anterior (0,68%). O grupo Alimentação avançou de 3,17% no encerramento de maio para 3,68% na primeira prévia de junho, a maior oscilação desde a terceira prévia de dezembro de 2002 (4,06%).   Veja também: Entenda a crise dos alimentos    Entenda os principais índices de inflação O índice ficou dentro das expectativas dos analistas, que iam de 1,18% a 1,35%, segundo pesquisa da Agência Estado. Todos os outros grupos que compõem o IPC desaceleraram no período. Habitação (de 0,74% para 0,73%), Transportes (de 0,31% para 0,29%), Despesas Pessoais (de 0,79% para 0,74%), Saúde (de 0,59% para 0,35%), Vestuário (de 1,55% para 1,30%) e Educação (de 0,04% para 0,02%).   Veja como ficaram os grupos que compõem o IPC:Habitação: 0,73%   Alimentação: 3,68%Transportes: 0,29%Despesas Pessoais: 0,74%Saúde: 0,35%Vestuário: 1,30%Educação: 0,02%Índice Geral: 1,30%   (com Agência Brasil)

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoIPC-Fipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.