Inflação em SP desacelera e sobe 0,77% no início do mês

Recuo reflete altas menores em praticamente todos os grupos de produtos e serviços avaliados pela Fipe

Reuters e Agência Estado,

11 de julho de 2008 | 07h20

A inflação ao consumidor em São Paulo desacelerou no início de julho, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 11. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) registrou alta de 0,77% na primeira quadrissemana do mês, depois de ter avançado 0,96% no fechamento de junho. A desaceleração do IPC reflete altas menores em praticamente todos os grupos de produtos e serviços avaliados pela Fipe.  Veja também:Inflação assombra a América Latina, diz 'Economist'De olho na inflação, preço por preço Entenda os principais índices Entenda a crise dos alimentos  Os custos do grupo Alimentação avançaram 2,34% nesta primeira leitura do IPC de julho. Ainda assim, a alta verificada ficou abaixo do apurado em junho, quando os preços deste grupo subiram 2,87%.  Apenas os custos com Despesas pessoais (de 0,80% para 0,88%) e Educação (de 0,08% para 0,11%) tiveram altas maiores no início do mês do que as verificadas no fechamento de junho.  O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos. Veja como ficaram os índices que compõem o IPC: Habitação: 0,12% Alimentação: 2,34% Transportes: 0,12% Despesas Pessoais: 0,88% Saúde: 0,74% Vestuário: 0,34% Educação: 0,11% Índice Geral: 0,77%

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoIPC-Fipealimentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.