Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Inflação em SP é a menor desde setembro de 2006

IPC-Fipe registra alta de 0,17% na segunda prévia do mês, após a aceleração na queda dos custos de habitação

Reuters,

20 de agosto de 2007 | 09h40

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo registrou alta de 0,17% na segunda quadrissemana de agosto, ante avanço de 0,21% na primeira, informou nesta segunda-feira, 20, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A variação no período é a menor apurada desde setembro do ano passado.   Os custos de habitação aceleraram a queda, para 0,63% na segunda leitura do mês, ante baixa de 0,32% na primeira, refletindo o reajuste negativo da energia elétrica concedido em julho.   Os custos de vestuário e transportes também caíram, embora em ritmo ligeiramente menor que na quadrissemana anterior, em respectivamente, 1,24 e 0,16%.   Por outro lado, os custos de alimentação aceleraram a alta, registrando avanço de 1,53%.   O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoIPC-Fipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.