Inflação em SP sobe 0,80% na 2ª prévia de junho

A taxa média de inflação da cidade de São Paulo fechou a 2ª. quadrissemana do mês de junho, em alta de 0,80%, segundo o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da USP. Esta taxa mostra uma ligeira aceleração de 0,03 ponto porcentual na comparação com a taxa de 0,77% apurada na quadrissemana anterior. Apesar disto, a inflação do paulistano ficou dentro das expectativas do mercado, que projetava uma inflação entre 0,65% a 0,90%, segundo apurou a Agência Estado com analistas. Por volta das 11 horas, o coordenador do IPC, Paulo Picchetti, deverá dar mais detalhes sobre o comportamento da inflação em São Paulo.A maior alta registrada entre os grupos que compõem o IPC-Fipe na segunda quadrissemana de junho foi a de Transportes, com aumento de 1,62%, em linha com as variações mais altas desse grupo a partir do começo do mês. Na primeira quadrissemana, o item registrou alta de 1,51%, contra uma alta de apenas 0,59% no mês de maio fechado. Também em linha com o aumento da primeira prévia do mês, o grupo Alimentação registrou alta de 1,43% na segunda quadrissemana de junho, contra 1,31% do período anterior. O grupo Vestuário registrou alta de 0,64% - contra 0,51% da primeira prévia - e a Habitação teve um aumento de 0,36%, ante 0,41% da primeira quadrissemana. Despesas Pessoais registrou variação positiva de 0,37% (0,39% na pesquisa anterior), Saúde de 0,22% (0,32% na anterior) e Educação de 0,10%, contra 0,01% da primeira prévia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.