Inflação em SP sobe a 0,43% na 2a quadrissemana de abril

A inflação ao consumidor em São Pauloacelerou na segunda quadrissemana de abril, pressionada,principalmente, pelos custos de vestuário, alimentação ehabitação, levemente abaixo das previsões de analistas. O Índice de Preço ao Consumidor (IPC) subiu 0,43 por centona segunda quadrissemana do mês, seguindo a elevação de 0,38por cento na primeira, informou nesta sexta-feira a FundaçãoInstituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Analistas previam inflação de 0,46 por cento, segundo amediana dos prognósticos. Os custos do grupo Vestuário foram os que tiveram maioralta, subindo 0,77 por cento, um aumento maior do que os 0,50por cento registrados na primeira quadrissemana. Em seguida,veio o grupo Alimentação, com alta de 0,56 por cento. Veja abaixo a variação de preços dos principais grupos deprodutos e serviços: 2a quadri 1a quadri -- Habitação: +0,50% +0,47% -- Alimentação: +0,56% +0,47% -- Transportes: +0,23% +0,19% -- Despesas pessoais: +0,29% +0,32% -- Saúde: +0,39% +0,30% -- Vestuário: +0,77% +0,50% -- Educação: +0,09% +0,10% O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulode famílias com renda até 20 salários mínimos. (Por Cláudia Pires)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.