carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Inflação em SP sobe e atinge patamar mais alto desde janeiro

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), a inflação na cidade de São Paulo acelerou. Os preços na cidade subiram 0,48% no IPC-S de até 7 de setembro, ante alta de 0,27% apurado no indicador anterior, de até 31 de agosto. Nesta segunda-feira, a FGV anunciou os resultados regionais de inflação das sete capitais usadas para cálculo do IPC-S de até 7 de setembro, cuja taxa completa foi anunciada na última sexta-feira (0,35%). A cidade de São Paulo tem o maior peso na formação do indicador. De acordo com a fundação, das sete cidades pesquisadas pela FGV, quatro registraram aceleração ou deflação mais fraca de preços, na passagem do IPC-S de até 31 de agosto para o indicador de até 7 de setembro. Além de São Paulo, foi registrado aceleração dos preços em Porto Alegre (de 0,17% para 0,39%), Rio de Janeiro (de 0,18% para 0,36%) e Salvador (de -0,28% para -0,02%). As outras capitais registraram desaceleração de preços, no mesmo período. É o caso de Belo Horizonte (de 0,57% para 0,45%) e Brasília (de 0,38% para 0,16%).

Agencia Estado,

11 de setembro de 2006 | 10h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.