Inflação 'está fora de controle' em alguns emergentes, diz FMI

Para o diretor-gerente do Fundo, taxas de juro mais elevadas podem ser necessárias para controlar os preços

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

09 de julho de 2008 | 09h22

A inflação em alguns países emergentes "está ficando fora de controle" e taxas de juro mais elevadas podem ser necessárias para controlar os preços, disse o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn. A inflação é agora a maior ameaça para a economia global, afirmou em entrevista concedida paralelamente ao encontro do G-8 no Japão.  Veja também:De olho na inflação, preço por preçoEntenda os principais índicesEntenda a crise dos alimentos   "Em alguns países emergentes e em alguns países de baixa renda, a inflação está saindo fora do controle", disse. "Isto significa que a política monetária terá, provavelmente, de ser apertada", acrescentou. Ele não disse sobre quais países se referia, mas indicou que nesse grupo estão alguns países da América Latina e da África. "A questão do crescimento é importante, mas a inflação é provavelmente hoje a maior ameaça à economia mundial", disse Strauss-Kahn. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
FMIinflaçãoemergentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.