Inflação medida pela FGV reduz ritmo de crescimento

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) interrompeu a trajetória de crescimentos consecutivos e registrou na semana de 14 de abril alta de 1,28%, resultado idêntico ao apurado na semana anterior.As principais reduções no ritmo de reajuste ocorreram no item alimentação, como ?possível reflexo da safra?. O grupo dos produtos alimentícios aumentou 2,14% na semana de referência, ante 2,43% na semana anterior.Os dados foram divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Outro grupo além dos alimentícios a colaborar para evitar nova alta do IPC-S foi o de transportes, em que a principal influência de queda veio da gasolina (-1,16%, ante -0,79% no índice anterior). As acelerações na inflação foram lideradas pelo grupo de vestuário (0,56% para 1,11%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.