Inflação medida pelo IGP-10 fecha 2007 com alta de 7,38%

Resultado do índice, criado em 1993, é o quarto maior da história; em 2006, inflação subiu 4,05%

Alessandra Saraiva, de O Estado de S. Paulo,

17 de dezembro de 2007 | 08h14

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) em 2007 terminou o ano com alta de 7,38%, segundo divulgou nesta segunda-feira, 17, a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em 2006, o índice subiu 4,05%. Em dezembro, o índice teve aumento de 1,59%, ante alta de 0,71% em novembro. Com o resultado, a taxa anual de 2007 do IGP-10 é a quarta menor da história do índice, criado em 1993. Atualmente, a menor taxa anual do índice é a de 2005 (1,47%); seguida pela de 1998 (1,66%); e a de 2006 (4,05%).Essa foi a primeira taxa anual de inflação, referente a 2007, a ser divulgada pela FGV - que também calcula o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) e o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI). No caso dos três indicadores que compõem ao IGP-10 de dezembro, o Índice de Preços por Atacado (IPA-10) teve aumento de 2,15% em dezembro, em comparação com a alta de 0,98% em novembro. Por sua vez, o Índice de Preços ao Consumidor - 10 (IPC-10) apresentou elevação de 0,54% em dezembro, ante avanço de 0,02% em novembro. Já o Índice Nacional de Custos da Construção - 10 (INCC-10) subiu 0,33% em dezembro, ante aumento de 0,52% em novembro. O período de coleta de preços para o IGP-10 desse mês foi do dia 11 de novembro a 10 de dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIGP-10FGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.