Inflação medida pelo IGP-10 fica em 0,67% em março

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) de março ficou em 0,67%, segundo informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em fevereiro o IGP-10 ficou em 0,31%. O resultado de março ficou acima do teto das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pela Agência Estado (entre 0,40% a 0,65%) e acima da média das expectativas (0,53%). A FGV divulgou ainda os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-10 de março. O Índice de Preços por Atacado (IPA-10) ficou em 0,70% ante alta de 0,17% apurada em fevereiro. Por sua vez, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) ficou em 0,57% ante alta de 0,66% observada em fevereiro. Já o Índice Nacional do Custo da Construção (INCC-10) ficou em 0,71% ante elevação de 0,47% registrada em fevereiro.O IGP-10 de março foi o maior desde dezembro do ano passado, quando o indicador teve alta de 0,77%. A informação é baseada em série histórica do indicador, fornecida pela FGV durante a divulgação do IGP-10 de fevereiro. Ainda de acordo com a mesma tabela, o IPA-10 que ficou em 0,70% em março, também foi o maior desde dezembro de 2004, quando esse indicador teve alta de 0,88%. Por sua vez, o IPC-10 de março, que ficou em 0,57%, foi o menor desde dezembro do ano passado, quando os preços do varejo tiveram alta de 0,48%. Já o INCC-10 de março, que ficou em 0,71%, também foi o maior desde dezembro do ano passado, quando o indicador teve alta de 0,72%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.