Inflação medida pelo IGP-M sobe para 0,21%

A segunda prévia da inflação medida pelo Índice Geral de Preço do Mercado (IGP-M)de agosto subiu 0,21% ante aumento de 0,16% em igual prévia em julho. Até a segunda prévia de agosto, o IGP-M acumula elevações de 1,80% no ano, e de 2,27% em 12 meses. A taxa, anunciada nesta terça-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), ficou perto do piso das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pela Agência Estado, que esperavam um resultado entre 0,20% a 0,39%, e abaixo da mediana das expectativas (0,27%). Assim como outros indicadores de inflação, o IGP-M é composto por três outros índices: o Índice de Preços no Atacado (IPA), com 60% do total; o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com 30%; e o Índice Nacional da Construção Civil (INCC), com 10%. No atacado a alta foi de 0,25%, ante aumento de 0,21% na primeira prévia de julho. No varejo, a elevação foi de 0,05%, ante deflação de 0,13%. A inflação da construção, por sua vez, subiu 0,40% na segunda prévia de agosto, ante elevação de 0,59% na segunda prévia de julho.O período de coleta de preços para cálculo da segunda prévia do IGP-M de agosto foi do dia 21 de julho a 10 de agosto.Fechado de agostoO IGP-M fechado de agosto não deve ser menor do que o apurado em julho (0,18%), na avaliação do coordenador de Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros. Ele comentou que a taxa de julho foi muito baixa, influenciada por fatores como o comportamento favorável dos preços das commodities no atacado. "Aquele período de julho foi afetado por uma ´superdesaceleração´ de preços em vários itens que caíram ou desaceleraram além do normal", disse, acrescentando que esse não é o caso em agosto. O economista lembrou que o IGP-10 de agosto (0,27%), que funciona como uma espécie de "parâmetro" de como os IGPs vão se movimentar no mês (visto que é o primeiro a ser anunciado, no dia 10 de cada mês de referência), já veio bem acima do apurado nos IGPs imediatamente anteriores, que são o IGP-DI (0,17%) e o próprio IGP-M (0,18%). Para ele, um patamar próximo ao do IGP-10 de agosto seria um resultado mais razoável, para o IGP-M fechado de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.