finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Inflação na Grã-Bretanha desacelera mais que esperado em outubro

A inflação anual ao consumidor britânico desacelerou pela primeira vez em mais de um ano em outubro e no ritmo mais acelerado desde que a série começou a ser apurada, graças à queda dos preços do petróleo, mostraram dados divulgados nesta terça-feira. De acordo com a agência nacional de estatísticas, o índice anual de preços ao consumidor caiu para 4,5 por cento em outubro ante 5,2 por cento em setembro, atingindo assim o menor patamar desde julho. A desaceleração mais acentuada do que o esperado acabou validando a decisão do Banco da Inglaterra em cortar a taxa básica de juro em 150 pontos-base este mês --o maior corte já promovido pelo banco central britânico desde que a instituição obteve sua independência, em 1997. Analistas esperavam que o índice de preços recuasse para 4,8 por cento.

REUTERS

18 de novembro de 2008 | 07h44

Tudo o que sabemos sobre:
MACROUKINFLACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.