Inflação na Grã-Bretanha deve ficar acima da meta, diz BC

O Banco Central da Inglaterra disse que a inflação no país deve manter-se próximo a sua meta central nos próximos dois anos, em seu relatório trimestral de outubro sobre as condições dos preços. Segundo o BOE (na sigla em inglês), a taxa de inflação durante o período ficará acima do previsto no relatório de agosto, apesar de ter elevado as taxas de juro no começo do mês. Segundo as projeções do BC, a taxa de inflação deve ficar levemente acima da meta de 2,5% em 2005. O relatório sugere que as taxas de juro podem ser elevadas novamente, embora não contenha indicações de que o Comitê de Política Monetária esteja preparando uma nova elevação, comenta a agência Dow Jones. A taxa de inflação ficou em 2,8% em setembro, mas o BC espera por queda nos preços nos próximos meses, refletindo retração nos preços das residências. O BC inglês estima que o índice da taxa efetiva de câmbio da libra esterlina caia para 97,4 ao final de 2005, de 100,7 anteriormente previsto. O relatório diz ainda que o crescimento do PIB ficará levemente acima da tendência até 2005. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.