Inflação na zona do euro atinge recorde de 4% em junho

A inflação na zona do euro subiu paraum novo recorde de 4 por cento em junho, segundo dadosdivulgados na segunda-feira, surpreendendo o mercado eaumentando as expectativas de que o Banco Central Europeu (BCE)eleve as taxas de juros nesta semana. "Foi um pequeno choque", disse Gilles Moec, economista doBank of America que, como a maioria dos analistas, previa umainflação de 3,9 por cento para o mês em relação ao mesmoperíodo do ano passado. O dado de 4 por cento para a alta dos preços nos 15 paísesque compõem a zona do euro ante o mesmo período de 2007representa uma aceleração em relação aos 3,7 por centoregistrados no mês de maio, e fica bem além dos 2 por cento demeta desejada pelo BCE para a região, segundo informou oescritório nacional de estatísticas (Eurostat). Essa é a maior taxa de inflação registrada para a regiãodesde que a medição começou a ser realizada em 1997. Analistas ouvidos pela Reuters esperavam que a inflação emjunho na região subisse para 3,9 por cento, impulsionada pelospreços de energia e de alimentos. O BCE tem dado sinais, nos últimos tempos, que deveaumentar a taxa de juros em 0,25 ponto percentual para 4,25 porcento na reunião marcada para a próxima quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.