R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Inflação no Reino Unido sobe mais de um ponto acima da meta

Preços para o consumidor no país sobem 3,2% em fevereiro, o índice mais alto desde novembro de 2008

Nathália Ferreira, Agência Esttado

24 de março de 2009 | 08h52

A inflação ao consumidor no Reino Unido acelerou em base anual em fevereiro, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas, surpreendendo economistas e obrigando o presidente do Banco da Inglaterra, Mervyn King, a enviar uma carta de explicação ao Tesouro britânico, uma vez que a taxa ficou mais de um ponto porcentual acima da meta de 2,0%. O índice de preços ao consumidor (CPI) subiu 0,9% em fevereiro ante janeiro e saltou 3,2% ante fevereiro do ano passado. A inflação de 3,2% é a mais alta desde novembro de 2008.

Veja também:

Déficit em conta sobe mais do que o esperado na zona do euro

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise  

 

Em janeiro, o CPI havia recuado 0,7% ante dezembro e subido 3,0% na base anual. Economistas esperavam que os preços em fevereiro avançassem 0,2% no mês e 2,5% na base anual.

Excluindo alimentos, energia, bebidas alcoólicas e tabaco, o núcleo do CPI subiu 0,7% em fevereiro ante janeiro e 1,6% na comparação anual.

Separadamente, o índice de preços no varejo (RPI, na sigla em inglês), medida mais ampla das pressões de preços, subiu 0,6% em fevereiro ante janeiro e ficou estável na comparação anual - a menor leitura desde 1960.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.