Inflação no varejo dos EUA é maior desde 2005

Inflação em aceleração é mais um problema para a economia do país, que luta contra crise imobiliária

Reuters,

16 de julho de 2008 | 09h52

Os preços ao consumidor dos Estados Unidos subiram em junho no maior ritmo desde setembro de 2005, refletindo a continuidade da alta da gasolina, informou o governo nesta quarta-feira, 16. A inflação em aceleração é mais um problema para a economia do país, que já luta contra a pior crise imobiliária em décadas e com dificuldades no sistema bancário.  Veja também:Entenda os efeitos da crise nos Estados Unidos Cronologia da crise financeira As grandes crises econômicas  O Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 1,1% em junho, a maior variação desde setembro de 2005, informou o Departamento de Trabalho. O número ficou bem acima da previsão de analistas ouvidos pela Reuters, de variação de 0,7%.  Em relação ao ano passado, a alta foi de 5%, a maior variação ano a ano desde 1991. Esse dado também ficou acima dos 4,5% esperados.  Excluindo os itens alimentos e energia, o núcleo avançou 0,3% no mês passado, novamente acima da alta de 0,2% esperada pelo mercado.  Os preços de energia em junho avançaram 6,6%, refletindo o salto de 10,1% da gasolina. Segundo o departamento, os custos de energia foram responsáveis por cerca de dois terços do índice geral de preços do mês.

Mais conteúdo sobre:
InflaçãoCrise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.