Inflação para classe média de SP sobe 0,27% em novembro

A inflação na cidade de São Paulo pelo Índice do Custo de Vida da Classe Média (ICVM) ficou em novembro em 0,27%. O resultado, inferior ao de 0,84% no mês anterior, veio em consonância com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) apurado na mesma região, de 0,29%.A diferença entre os dois indicadores de preços reside na faixa de renda, que no ICVM varia de 1 a 40 salários mínimos e na Fipe, de 1 a 20. Com o resultado apurado no mês passado, o ICVM passou acumular no ano uma inflação de 3,25% e em 12 meses, de 3,93%.O grupo Alimentação, como vem ocorrendo no últimos meses e em outros indicadores de preços ao consumidor, foi o que ditou a dinâmica do ICVM no mês passado. Mostrou uma alta de 0,86% e teve como principais fatores de pressão os preços da batata (41,91%), tomate (34,20%), cebola (9,55%) e verduras (4,83%). E estes produtos, pelo que vem mostrando na comparação ponta-a-ponta, não devem aliviar as pressões sobre a inflação nas próximas coletas de preços.Os preços dos remédios e produtos farmacêuticos, que por boa parte do ano atuaram entre os vilões da inflação, no ICVM de novembro caíram 0,11%. O grupo Transportes registrou uma alta de 0,28%, resultado médio dos aumentos de 1,62% nos preços dos automóveis, de 1,03% no álcool combustível.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.