Inflação pelo IPC-S acelera em 5 de 7 capitais

Em São Paulo, inflação no varejo sobe 0,49%, em comparação com alta de 0,49% na semana anterior

Alessandra Saraiva, da Agência Estado,

17 de outubro de 2008 | 08h37

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou nesta sexta-feira, 17, que, das sete capitais pesquisas para o cálculo do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S), cinco apresentaram elevação de preços mais intensa ou deflação mais fraca, na passagem da primeira para a segunda prévia do mês do indicador.   Veja também: Entenda os principais índices    A inflação no varejo da cidade de São Paulo apresentou aceleração novamente, no âmbito do IPC-S. Segundo a FGV, os preços na capital paulista subiram 0,49% na segunda leitura de outubro do índice, medida até a última quarta-feira (dia 15), em comparação com a alta de 0,35% apurada para a primeira prévia do indicador, de até 7 de outubro.   Além de São Paulo, houve aceleração da inflação ou redução da deflação, no período, em Belo Horizonte (de 0,26% para 0,34%); Rio de Janeiro (de 0,18% para 0,32%); Recife (de -0,21% para -0,04%) e Salvador (de -0,32% para -0,07%).   As outras duas cidades apresentaram deflação mais intensa, no mesmo período. É o caso de Brasília (de -0,17% para -0,21% ) e de Porto Alegre (de -0,13% para -0,20%).   A inflação na cidade de São Paulo é a de maior peso no cálculo do IPC-S, cuja taxa também mostrou aceleração, de 0,16% para 0,30%, na passagem da primeira para a segunda prévia de outubro, conforme anunciado ontem pela FGV.

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoIPC-S

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.