Inflação pelo IPC-S desacelera e fica abaixo do esperado

A inflação medida pelo Índice dePreços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou para o menornível desde o início de abril, em razão de uma alta menosacentuada dos custos de alimentos, informou a Fundação GetúlioVargas (FGV) nesta quarta-feira. O indicador teve variação positiva de 0,69 por cento nasegunda prévia de julho, ante alta de 0,79 por cento naabertura do mês. Analistas consultados pela Reuters previam uma taxa de 0,75por cento, de acordo com a mediana de 10 estimativas, quevariaram de 0,66 a 0,79 por cento. Os preços do grupo Alimentação avançaram 1,56 por cento, amaior variação do período, mas em desaceleração sobre aelevação de 1,93 por cento no início do mês. Também desacelerou a alta do grupo Vestuário, para 0,09 porcento na segunda leitura de julho, ante 0,40 por cento. O IPC-S da segunda prévia de julho mediu a variação dospreços entre os dias 16 de junho e 15 de julho. (Por Vanessa Stelzer)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.