finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Inflação pelo IPC-S recua em 3 de 7 capitais, aponta FGV

Em São Paulo, preços sobem 0,54% em comparação com a alta de 0,65% apurada no índice anterior

ALESSANDRA SARAIVA, Agencia Estado

18 de novembro de 2008 | 08h56

A inflação no varejo da cidade de São Paulo apresentou desaceleração, no âmbito do IPC-S. Segundo informou nesta terça-feira, 18, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), os preços na cidade subiram 0,54% no índice de até 15 de novembro, em comparação com a alta de 0,65% apurada no IPC-S anterior, de até 7 de novembro. Das sete capitais usadas para cálculo do índice, três apresentaram elevação de preços menos intensa.   Veja também: Inflação não ficará no centro da meta em 2009, dizem analistas Refeição fora de casa é a vilã da inflação em 2008 Entenda os principais índices   Além de São Paulo, houve desacelerações de preços em Recife (de 0,68% para 0,43%); e em Salvador (de 0,41% para 0,37%). Já as outras capitais apresentaram taxa de inflação mais intensa, no mesmo período. É o caso de Brasília (de 0,93% para 1,14%); Belo Horizonte (de 0,49% para 0,59%); Rio de Janeiro (de 0,55% para 0,64%); e Porto Alegre (de 0,50% para 0,74%).   Embora todas as cidades contribuam para a formação do IPC-S, a inflação na cidade de São Paulo é a de maior peso no cálculo do índice - cujo resultado completo que também mostrou inflação menos intensa (de 0,58% para 0,56%), entre a primeira e a segunda quadrissemana de novembro, conforme anunciado ontem pela FGV.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIPC-S

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.