Inflação pelo IPC-S sobe 0,11% na primeira semana de março

Principal influência para alta do índice foi a deflação menor no grupo Alimentação (de -0,38% para -0,11%)

Alessandra Saraiva, Agência Estado

10 de março de 2008 | 08h20

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) subiu 0,11% na semana passada (até o dia 7 de março), após ter ficado estável na última semana de fevereiro. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 10, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).  Veja também: Entenda os principais índices de inflação  Segundo a FGV, a principal influência para a alta do índice foi a deflação menor no grupo Alimentação (de -0,38% para -0,11%). Das sete classes de despesa usadas para cálculo do indicador, cinco apresentaram elevação de preços mais intensa, ou deflação mais fraca, entre o final de fevereiro e o começo de março.Além de Alimentação, é o caso de Habitação (de 0,09% para 0,18%); Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,36% para 0,39%); Educação, Leitura e Recreação (de 0,32% para 0,35%) e Despesas Diversas (de 0,42% para 0,44%). Os outros dois grupos restantes apresentaram queda mais intensa, ou desaceleração de preços. É o caso de Vestuário (de -0,32% para -0,44%) e Transportes (de 0,12% para 0,09%). Segundo a FGV, as elevações de preços mais significativas foram apuradas em óleo de soja (7,61%); ovos de galinha (10,49%); e tarifa de metrô (3,84%). Por sua vez, as quedas de preço mais expressivas foram verificadas nos preços de batata-inglesa (-10,45%); mamão da amazônia - papaya (-11,68%); e gasolina (-1,01%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.