finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Inflação perde força em São Paulo e fica em 0,12%

A inflação no varejo na cidade de São Paulo perdeu força, no âmbito do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S). Os preços na cidade subiram 0,12% no IPC-S de até 22 de outubro, depois do aumento de 0,18% registrado no indicador anterior, de até 15 de outubro.A informação foi anunciada nesta terça-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que apontou os resultados regionais de inflação das sete capitais usadas para cálculo do IPC-S de até 22 de outubro cuja taxa completa, que ficou em 0,14%, foi anunciada na segunda-feira.De acordo com a FGV, das sete cidades pesquisadas, cinco registraram desaceleração ou queda mais intensa de preços, na passagem do IPC-S de até 15 de outubro para o índice de até 22 de outubro. Além de São Paulo, é o caso de Belo Horizonte, que teve redução de -0,12% para -0,21%; Porto Alegre, queda de -0,10% para -0,13%; Recife, baixa de 0,13% para 0,10%; e Rio de Janeiro, que teve recuo de preços de 0,31% para 0,28%.As outras duas cidades pesquisadas registraram aceleração ou deflação mais fraca de preços, no mesmo período, como Brasília, que apresentou alta -0,37% para -0,34%; e Salvador, aumento de 0,39% para 0,45%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.