Divulgação/ Binomo
Divulgação/ Binomo
Conteúdo Estadão Blue Studio

Inflação: saiba como investir e como a negociação pode gerar renda extra

Negociação, ou trading, oferece possibilidade de obter renda adicional de forma rápida e acessível; plataformas como a Binomo auxiliam quem quer atuar nesse mercado

Binomo, Estadão Blue Studio

25 de fevereiro de 2022 | 08h00

Presente no cotidiano dos brasileiros, a inflação, quando controlada, é sinal de que a economia está aquecida e há crescimento saudável do País. Quando excessiva, pode fazer com que o poder de compra diminua e a moeda perca valor ao longo do tempo. Por isso, investir pode ser uma boa opção não só para se proteger dessa desvalorização como também para multiplicar patrimônio e ter uma renda adicional.  

São muitas as opções de investimentos no mercado atualmente. As mais conservadoras e comuns são a poupança, que não oferece risco, mas cujo ganho é menor e não está imune à inflação, e os títulos públicos, que também são confiáveis, mas que podem ter procedimentos de compra complicados e exigir valores mais altos de entrada. 

Há quem prefira investir em imóveis. Podem garantir renda extra de aluguel, mas exigem alto valor de entrada. Esse mercado também está sujeito a seus próprios riscos, como falência de construtoras, por exemplo.

Outra possibilidade de investimento é a negociação, ou trading, que oferece a possibilidade de obter renda adicional de forma mais rápida. Aqui, o trader deve prever se o preço do ativo vai subir ou cair. O objetivo é identificar uma tendência, fazer uma previsão sobre o preço de um ativo e realizar uma negociação, com o objetivo de obter ganho com a diferença nos preços de compra e venda. 

Esse mercado pode parecer complexo, e há quem acredite que é preciso ser um especialista. Mas algumas plataformas estão mudando essa realidade e possibilitam que qualquer pessoa aprenda a investir dessa forma. A Binomo, por exemplo, oferece aos iniciantes uma conta demonstrativa e um valor virtual de R$ 4 mil no cadastro. Com isso, a companhia oferece a possibilidade de aprender na prática a negociar, tendo uma experiência real, com acesso a cotações, indicadores e estratégias.

"Negociar é uma forma moderna de diversificar renda. As pessoas costumavam pensar que apenas profissionais com formação econômica podiam negociar, mas isso mudou", afirma Maria Fernanda Sanchez, diretora da Binomo para América do Sul e América Central.

Os bons resultados nesse aprendizado inicial levam as pessoas a continuar investindo dessa forma. Mais de 94% dos investidores na Binomo mudam para uma conta real após um mês de utilização da conta demonstrativa. Para ter uma cota real, o valor mínimo de abertura é de R$ 40. "Nossa plataforma é adequada tanto para traders iniciantes quanto para profissionais, porque há muita informação e oportunidades de educação financeira", acrescenta Sanchez.

Regulamentada pela Comissão Financeira Internacional, a Binomo atua em 133 países e conta atualmente com milhares de traders ativos. A plataforma está disponível para ser usada em qualquer navegador e também em dispositivos móveis Android e iOS. 

"A principal vantagem da negociação é a acessibilidade. Você pode negociar de qualquer lugar e não leva muito tempo. Investir é uma opção que pode te ajudar a economizar e obter renda extra, e talvez seja a melhor maneira de evitar a inflação", orienta Sanchez.

Veja dicas que podem te ajudar a entrar no universo de trading:

  • Aprenda as principais regras sobre riscos e como gerenciá-lo; isso vai te ajudar a ter controle em qualquer situação.
  • Deixe de lado os medos e as emoções; o medo interrompe o seu progresso, e as emoções causam erros.
  • Pratique e teste suas hipóteses na conta demonstrativa; isso vai melhorar suas habilidades de negociação.
  • Analise o mercado antes e depois de uma negociação; diversos eventos podem afetar o valor de um ativo.
  • Mantenha um diário de investidor e anote todas as suas negociações.

Aviso legal: Seu capital pode estar em risco.

Conteúdo produzido pelo estadão blue studio, a área de conteúdo customizado do estadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.