Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Inflação sobe 2,2% em novembro na Europa

A inflação na zona do euro desacelerou-se para 2,2%, no ano, em novembro, conforme a primeira estimativa divulgada hoje pela Agência de Estatísticas da União Européia (Eurostat). Em outubro, a variação dos preços foi de 2,3% no ano. A queda causou surpresas aos analistas, que previam que a taxa ficasse inalterada em 2,3%.Apesar de seguir acima da meta do Banco Central Europeu de alta anualizada de 2%, os últimos números devem fortalecer as expectativas de que a instituição reduza as taxas de juros na região na reunião da próxima quinta-feira.O acentuado declínio da taxa de inflação na Alemanha contribuiu para desoprimir a taxa geral da zona do euro. A variação de preços na Itália foi um fator negativo, ao subir 0,3% no mês. Mas os economistas avaliaram essa alta como temporária.Os economistas também previram que com a queda dos preços de energia, o fortalecimento do euro e o alívio gradual das pressões vindas dos salários, há sinais de que a inflação deve voltar a perder força.Os dados finais sobre inflação na zona do euro em novembro serão divulgados em 18 de dezembro. Essa estimativa preliminar é feita com base em dados da Alemanha e da Itália.

Agencia Estado,

29 de novembro de 2002 | 16h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.