Influenciada por notícias internas, Bolsa fecha em queda

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) foi influenciada nesta segunda-feira pelo mercado interno e fechou em queda de 0,56%. Diferentemente de dias anteriores, quando a Bolsa seguia o desempenho das bolsas de Nova York, a Bovespa reagiu à possibilidade de o governo usar a revisão dos contratos de concessão de empresas de energia elétrica e telefonia fixa, que têm seus preços administrados por contrato, como forma de conter a inflação. O fato é que os preços destes serviços têm seguido reajustes com base em índices, cuja alta tem sido acentuada. Por participarem da composição do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), usado como referência para a meta de inflação, estes serviços têm preocupado a equipe econômica. O governo, portanto, pretende aproveitar o vencimento destes contratos para tentar mudar a forma de reajuste destes preços, e com isso tentar reduzir a pressão de alta sobre a inflação. Do lado do investidor, esta não é uma boa notícia, dado que, com reajustes menores, o lucro com estes serviços tende a diminuir, o que reduziria os resultados destas empresas. No mercado cambial, o comportamento do dólar foi influenciado pela divulgação de saldo recorde para a balança comercial.

Agencia Estado,

02 Maio 2005 | 18h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.