Informação de jornal lidera na internet

Pesquisa da divisão de mídia do Ipsos mostra que 68% dos usuários de web no País acessam sites de jornais ao menos uma vez por semana

O Estado de S.Paulo,

25 de fevereiro de 2014 | 21h39

SÃO PAULO - Uma pesquisa do instituto Ipsos MediaCT mostra que 90% dos internautas brasileiros acessam sites de mídia ao menos uma vez por semana. Entre as diferentes fontes de informação, a preferida dos brasileiros conectados à web são os sites de jornais, citados por 68% dos entrevistados, seguidos por redes de televisão e revistas.

De acordo com Diego Oliveira, diretor de contas do Ipsos MediaCT, a pesquisa mostra também que, à medida que o consumidor migra para novos aparelhos, o hábito de buscar informação continua a responder por uma parcela importante de sua atividade. Os usuários de smartphone dizem usar o telefone com acesso à internet para ler notícias (48%), artigos (40%) e ver televisão (19%).

Entre os donos de tablets, 40% disseram que usam o dispositivo para baixar jornais. Segundo Oliveira, no entanto, a maior parte dos usuários - 54% - ainda diz que lê somente jornais gratuitos no aparelho. Outros 34% dizem ser assinantes das publicações que leem, o que geralmente estende o acesso do conteúdo para a internet, enquanto 21% afirmam que pagam pelos conteúdos disponíveis online.

O hábito de baixar revistas no tablet é mais baixo (citado por 32% dos entrevistados). Do total de interessados neste meio de informação, 72% disseram que só leem publicações gratuitas na internet.

Intenção de compra. O levantamento mostrou que o apetite do brasileiro pelo consumo de aparelhos com acesso à internet continua alto. Apesar de 85% dos entrevistados afirmarem ter computador em casa, a intenção de compras de outros produtos "conectados" continua alta.

O tablet é o bem mais desejado: 39% dos ouvidos dizem ter intenção de comprar o aparelho. "O brasileiro caminha para uma realidade em que terá diversos dispositivos com acesso à internet", diz o executivo do Ipsos MediaCT.

O levantamento mostra ainda que, na lista de prioridades do brasileiro quando o assunto é internet, a informação - que inclui a leitura de jornais e revistas - só perde para a comunicação (que inclui atividades como troca de e-mails e acesso a redes sociais), citada por 92% dos entrevistados, e entretenimento, prioridade para 91% dos ouvidos pela pesquisa.

Realizada pela primeira vez este ano, a pesquisa do braço de mídia e tecnologia do instituto Ipsos ouviu 637 pessoas em todas as regiões do País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.