Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Informática, eletrônicos e ópticos lideram aumento de importação

De acordo com a CNI, 51% dos produtos foram fabricados em outros países; também se destacaram os aumentos nas importações de derivados de petróleo e biocombustíveis e máquinas e equipamentos

Eduardo Cucolo,

19 de março de 2012 | 17h28

BRASÍLIA - Mais da metade dos produtos de informática, eletrônicos e ópticos comercializados no País no ano passado foi importada, segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a confederação, 51% desses produtos foram fabricados em outros países, maior valor da série iniciada em 1996, quando as importações correspondiam a pouco mais de um terço do total, e primeiro resultado acima de 50%.

O maior aumento no porcentual de importação de 2010 para 2011 foi justamente no segmento de informática, eletrônicos e ópticos, saltando de 45,4% para 51%. Também se destacaram os aumentos nas importações de derivados de petróleo e biocombustíveis (de 17,8% para 23,3%) e máquinas e equipamentos (de 32,5% para 36,8%).

Tudo o que sabemos sobre:
Importaçãoeletrônicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.