bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Infraestrutura é 1º desafio de novo ciclo, diz Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta sexta-feira, 28, que a economia brasileira tem desafios para enfrentar no "novo ciclo de desenvolvimento", que deverá ocorrer até 2022. "O primeiro é a infraestrutura, que temos gargalos, que não vêm de hoje, mas há vários anos", destacou. "E os investimentos serão o carro chefe do crescimento do País", disse.

RICARDO LEOPOLDO E BEATRIZ BULLA, Agencia Estado

28 de março de 2014 | 14h53

O ministro manifestou que a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) tem a possibilidade de crescer em média 7% de 2014 a 2022, o que poderá fazer com que sua participação no PIB atinja 24% no fim desse período. "O mercado interno vai crescer a uma velocidade um pouco menor do vem registrando, menos do que os investimentos."

Um dos elementos que devem puxar os investimentos em infraestrutura será o setor de energia. "Só com o poço de Libra, teremos investimentos de US$ 80 bilhões em dez anos", comentou. "Devemos fazer leilões de outros reservatórios de petróleo nos próximos anos", acrescentou.

Mantega também destacou que a continuidade da expansão do mercado de capitais será muito importante para o financiamento das empresas nos próximos anos. O ministro disse ainda que o Brasil precisará de muito investimento em capital humano, o que é fundamental para elevar a produtividade da economia, inclusive com redução de custos. "Temos também o desafio de a renda per capita crescer pelo menos mais 30% até 2022", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
Mantegaaula magnaFGVinfraestrutura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.