Inquilinos terão reajustes de 7,49% a 9,90%

A partir de quinta-feira, os inquilinos estarão pagando os aluguéis de março. Quem tem reajuste anual marcado para este mês estará desembolsando um valor maior, acrescido da variação do índice contratual nos últimos 12 meses. Confira os porcentuais de correção pelos indexadores mais utilizados: ÍndiceReajusteIPC da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas7,49%IGP da Fundação Getúlio Vargas (FGV)9,90%IGP-M da Fundação Getúlio Vargas (FGV)9,90%Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)7,51%Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)9,57%Como a maioria dos inquilinos não está conseguindo reajuste salarial suficiente para cobrir as perdas para a inflação, um acréscimo no aluguel de quase 10%, como é o caso dos contratos amarrados ao IGP e ao IGP-M, pode pesar no orçamento. Quem estiver nessa situação poderá tentar negociar com o proprietário um reajuste menor. Antes, porém, o mais indicado é pesquisar os preços de aluguéis de imóveis locados recentemente, com as mesmas características do seu. Segundo pesquisa do Secovi-SP (sindicato da habitação), nos últimos 12 meses os preços dos aluguéis residenciais de contratos firmados na capital subiram em média apenas 2,5%.E mais: ainda existem contratos de locação com cláusula determinando o reajuste do aluguel pelo índice que apontar a maior variação no período. Segundo a Lei do Inquilinato, essa cláusula é irregular e pode ser anulada. O correto é eleger apenas um índice.

Agencia Estado,

27 de março de 2002 | 08h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.